terça-feira, 21 de maio de 2024

                            quem nos resgata a esperança  

de que as mãos são equilibradas guardiãs ?



Percorrido o caminho

a meio desta ponte medieval

continua a ser difícil atravessar o medo.

Na boca a cegueira das palavras

que encharcam de sangue o olhar em frente.

Enquanto o vento nos sacode os ossos em desassombro

o rosto

tingido da última claridade

transfigura-se

quando pressente o bisturi

tangente ao coração.


Foto: Murakami