sexta-feira, 15 de maio de 2009



___________

:::::::::::::::::::::::::::::::::::


ft : desenho de autor desconhecido_ enviado por mail

17 comentários:

Maria disse...

As tuas palavras colaram-se-me à pele.
Não consigo comentar-te. Dizer apenas que gostei, muito.

Beijo, Maré

Luis Eme disse...

isto é amor... e poesia claro.

bjs Maré

José Manuel Dias disse...

delicioso...

isabel mendes ferreira disse...

pois não sei.

quase nunca sei o que dizer quando aqui venho.

não sei!



rendo-me!

Victor Oliveira Mateus disse...

Obrigado pela visita.

Gostei muito deste poema.

Vou moldar um caminho, para voltar
mais vezes...

lupussignatus disse...

maré

viva

Graça Pires disse...

"as palavras como ruas sinuosas" onde morremos quantas vezes for preciso até nascermos sem dor.
O teu poema é lindíssimo, Maré. Sempre continuarei a dizer-te que escreves cada vez melhor. E eu fico feliz com isso. Um beijo enorme.

Vieira Calado disse...

Muito bonito, este seu Poema!

Beijinhosss

Arabica disse...

Também já acreditei.


Passo de dança em vazio soletrado.


Um beijo.

lobices disse...

...gostei

Só Eu (Ricardo) disse...

Surpresa muito boa. Muito bonito este teu poema. Fiquei fã.
Parabens
Abraço
Ricardo

gabriela rocha martins disse...

suspensa
fico
e
leio
.
te

degustando


.
um beijo

Isabel disse...

e em qq lugar sempre a escrita será uma "plantação" de sinais.



e saio. em bom dia.


com Beijo.

mateo disse...

Um verdadeiro espanto esta tua maré!
Reli e resta-me um sabor suave a desesperança e a um completo abandono.
Apetece-me passear pelas arribas durante duas marés vivas.
Beijo.

ausenda disse...

E a urgência da tua boca...em escrever o amor!

A imagem é linda, Maré!

Um beijo

Mar Arável disse...

Belo

simplesmente

Bjs

AnaMar (pseudónimo) disse...

É urgente o amor em maré(s) assim.
Belo. Muito belo.