quarta-feira, 29 de outubro de 2008






Foto: Kay Holtmann

10 comentários:

gabriela rocha martins disse...

absoluta mente

ÚNICO

este momento de pausa
em que te leio


.
um beijo

Luis Eme disse...

dizem tanta coisa...

não sei...

nem só da ausência vivem as marés...

o poema é lindo...

bjs Maré

Vieira Calado disse...

O poema é muito bom, diria mesmo, belo!

Cumprimentos

Graça Pires disse...

"Dizem que é uma ausência
que traz os pés rente às marés".
Dizem sempre tanto. Nunca faltam palavras para enganar a solidão...
Um poema excelente, Maré. Um poema que eu li várias vezes para reter a beleza das palavras.
Um beijo.

Mar Arável disse...

Excelente

eu também ouvi dizer

mas estarei sempre alerta

para o que ainda não se disse

bjs

bruno mateo disse...

Não me recordo de poema... sobre a ausência... tão sublime.
Não é exagero, não!
É o que sinto.

Beijo de parabéns!

Maresia disse...

Adorei!

gabriela rocha martins disse...

dizem
que é bom voltar

a ler.TE


eu ACREDITO



.
um beijo

O Profeta disse...

No fantástico voas...


Abraço

lupussignatus disse...

à tona







(submerge
os
sentidos)