domingo, 22 de novembro de 2009



à Graça Pires

importa a palavra.
e as mãos
alagadas de margens
as aves atravessam-nas a estremecer o olhar.
cúmplice
um silêncio vadio é princípio de todas as árvores.


maior
o símbolo das asas
a incidir sobre as águas.

ft: m.p.pereira

30 comentários:

Luís disse...

bonita a amizade poéticá (muito)...

bjs para as duas

(luis eme)

Graça Pires disse...

Maior é a tua amizade e enorme a tua cumplicidade. Fiquei com os olhos rasos de água ao ler-te.Como se todos os rios do mundo nascessem nos meus olhos.
Um brande Beijo, Maré.

Maria disse...

Tão bonito....


Beijo

alice disse...

muito bonito o poema e principalmente a dedicatória. também sou admiradora da graça pires. um beijo, maré.

Arabica disse...

A amizade escrita por ti.

Doce.


Um abraço.

Licínia Quitério disse...

Abraços às duas Poetisas que se merecem.

fernanda s.m. disse...

Este blog é um sonho! Mesmo...
Um abraço.

Mar Arável disse...

Estive lá

na festa das águas

Bj

Virgínia do Carmo disse...

Belíssima homenagem... prova de que, afinal, a palavra importa mesmo...

Beijinho "estremecido"...

Nilson Barcelli disse...

Derreteste a Graça...
Com um excelente poema.
Querida amiga, boa semana.
Beijos.

maré disse...

Y


primeiras as horas que atardavam os dias.
e é dédalo de espuma o rumo do sorriso.cálido. pétala de seda. oriental o manto tecido no lago da noite. legado de Augusta Bracara. a ser amplexo. definitivo. lírico e cúmplice o enredo dos abraços. relicário de afectos e calendário. nascente. pauta de enlaces.
tudo mas tudo rente à Alma.

______

atabalhoado o abraço que não consegue dizer o tanto
sustento o beijo. em Azul.
OBRIGADA

Isabel disse...

aqui quem agradece sou eu. as pétalas que surgiram de um anel que não era de todo esperado. e todo o abraço é um mar. tanto mar.

de azul entardecido. "augusto e largo".

:)


obrigada a mil tempos.

_____________________

Isabel disse...

e da Graça....pois A Graça.


em teia. em águas. novelo seguro.

a sabedoria.


o meu abraço. inteiro. Obrigada Maré Alta. Obrigada GRAÇA.

ParadoXos disse...

pois é, a amizade e o amor vêm sempre de Graça!



abraço meu

:-)


Heduardo

ParadoXos disse...

pois é, a amizade e o amor vêm sempre de Graça!



abraço meu

:-)


Heduardo

lupussignatus disse...

a copa

da

amizade



[palavra-raiz,
tronco-vocábulo]



*que a semana
seja maré-cheia
de afectos*

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Enxergar através do silêncio...
É amizade no estrito sentido da palavra

Beijo
Ana

gabriela rocha martins disse...

a amizade também pode começar com um P ( de poema )

belo


.
um beijo

maria josé quintela disse...

aqui sim maré. a palavra importa. especialmente por ser generosa e leve.




beijo.

O Profeta disse...

Lembrarás tu que as manhãs
Acordam da tua luz fugidia
És esperança de perdida estrela
Quem recolhe a dor em Deus confia

Assombração que o luar esqueceu
Nas margens de um lago azul
Hoje passou a voar por mim
A última garça a caminho do sul

Era alva como a espuma do mar
Graciosa como mulher feliz
Voava de encontro ao vento
Com olhar brilhante de petiz


Boa semana



Doce beijo

JOSÉ RIBEIRO MARTO disse...

De uma Poeta Para outra no voo da palavra sobre as àguas...
Abraço de poema às duas
__________ JRMARTO

maré disse...

Y

volto. regresso esférico feito de ausências. sede e dedo despenhado de fome. predador e presa. preso e algoz o olhar que se afunda. como quem regressa do mundo sem mundo. manobra cárdio a ousar o peito em arpão. faz-se o mar soleira de um tempo sem virgulas. a ser-me a pálpebra mais branda. e âncora. sublime pupila do mundo. “uma espécie de água que não cede”regaço e tecla. inconfidente e soberba. memória esvoaçante e despenho do abraço.

“um dia o lume.” ( ) … “uma espécie de mar sempre adentro."

_____

um beijo.
de pétalas. Sempre

ausenda disse...

Palavra cumplice do poema!

Beijo a ambas

isabel mendes ferreira disse...

e o mundo passa a lugar especial pelas suas mãos.....em concha!





obrigada Maré Alta.

beijo.

PiresF disse...

Excelente Graça que por ser poeta inteira e minha prima (e não te atrevas a colocar aspas mesmo que hesitantes :)), tem a primazia do meu abraço de admiração e estima, sempre.

Querida Maré, que surpresa boa eu tive em Bracara Augusta. É assim quando encontramos os que estimamos e estes não nos desiludem, quando encontramos a doçura e a simpatia que nos habituámos a ver ortografadas, estampadas num rosto.

Obrigado por esse sorriso imenso, obrigado por toda a simpatia e obrigado por seres como és. Obrigado, Maré.

Beijo, menina linda.

PiresF disse...

PS: Maré Alta? Sim, Maré Alta.

Marcelo Novaes disse...

Maré,



Ah...., e essas árvores paridas no/do silêncio...




Beijos,








Marcelo.

Isabel disse...

boa noite Maré Alta.








(sorriso inesperadamente bom)

maré disse...

boa noite querida Y

a fertilidade do gesto que a mão semeia. gesto breve sussurro. e a distância transponível. a ser asa. clara a lua que traça a órbita dos rios. e das mãos da noite um gesto. assomo nocturno na curva de um beijo.

um regaço de rosas

maré disse...

Gaby


imenso o abraço, que estendo em chão de plátanos e fronteiras de vento.

deixe-me dizer-lhe que a memória é corrente de rio. água de movimentos largos e afectos que que desaguam em mar de girassóis.

Obrigado, também por me trazer um beijo para a Graça que amo.

_____

e um beijo
em débito