segunda-feira, 24 de agosto de 2009



______

:::::::::::::::::::::::::

porque há um azul mais fundo
laboriosamente escrito no meu corpo
confesso-te os vestígios da saliva de um pássaro.
a ternura adiada nas minhas mãos
é a preservação das árvores
que se curvam sobre si mesmas :
as sombras de uma memória de sol
no labirinto inseguro das aves
ao reconhecimento dos ninhos.



ft : susan marques

24 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

venho. labirintar-me. terna.mente.

isabel mendes ferreira disse...

sempre.

maré disse...

Isabel

eu deixo-lhe um beijo

e uma porta aberta
com uma buganvília ternamente florida


.

obrigada.

dois passos atrás
... na memória das chuvas

Isabel disse...

:))))))))))))))


colho essa memória.




obrigada.

(buganvília)

Arabica disse...

Que os azuis e a saliva do pássaro sejam eternos.

Beijos

A.S. disse...

Ouve-se um murmúrio solitário. um som de azul cobrindo,pouco a pouco,
a tua passagem. na ternura das tuas mãos o dia cresce. num azul cada vez mais fundo que se abre no teu corpo.

antonior disse...

A luz que trespassa as copas das arvores, na imagem, não é uma memória, mas uma promessa...de uma mapa para bem saber estar perdido nos labirintos.

Mar Arável disse...

As andorinhas

sempre regressam

Jaime A. disse...

a ternura adiada das minhas mãos
toca ao de leve no azul
reconhecido
da minha ternura

Gostei muito mesmo.
Beijo

mariabesuga disse...

porque teu corpo é ninho de memórias
e em ti adormece a sombra...
deixando o sol acontecer...

Bjinho

Graça Pires disse...

Um azul tão fundo que no teu olhar
hão-de ver-se simultaneamente os barcos e os pássaros.
Um beijo enorme.

Vieira Calado disse...

Achei bem bonito

o poema!

Beijinho

Isabel disse...

entreabro a porta....deixo beijos .




e tb para a Graça....posso?

lobices disse...

...gosto

JOSÉ RIBEIRO MARTO disse...

e por momentos o encantamento: o poema , a música , a cor ...
cordialmente
___________ JRMARTO

Amita disse...

Um belo poema.
Quem sabe de um outrora sentir pela memória eternizado qual labirinto dos passos.....
Um carinhoso abraço

anareis disse...

Querido(a) novo(a) amigo(a),estou precisando muito da ajuda de todos os amigos. estou montando uma minibiblioteca comunitária pra crianças e adolescentes na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,se voce puder me ajudar estou fazendo uma campanha de doações. pode doar qualquer quantia no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3, ou pode doar livros ,ou pode doar máquina de costura, ou pode doar retalhos, ou pode doar computador usado. se quizer fazer aguma doação entre em contato com meu email: asilvareis10@gmail.com ,eu darei o endereço de remessa. se voce não puder me ajudar com doações pode divulgar minha campanha, tenho 2 blogs no google gostaria da sua visita: Eulucinha.blogspot.com ,obrigado pela sua atenção.

maria m. disse...

a passagem
de um pássaro
o azul o sol

memórias que ficam


belo poema! bjo.

Nilson Barcelli disse...

Gosto das tuas metáforas. As imgens poéticas resultam sempre belíssimas. És uma criativa, para além de poetisa.
Querida amiga, boa semana.
Beijo.

Ricardo Calmon disse...

belo e intenso post esse,amei,oráculo seu amalgamado é com luz,vida e intenso sentir!Pura emoção e poesia!Honrado ficarei em te seguir!

Viva Vida!

Arabica disse...

Beijo de boa semana...

maré disse...

Isa

se fizer das suas errãncias um passo por este lado, gostaria de dizer-lhe que me faz falta a sua asa

muito

atiro-lhe um beijo

gabriela rocha martins disse...

surpreende.me o teu silêncio/música

a tua palavra

e reservo

o privilégio de te ler





.
um beijo

Isabel disse...

passo....


sabendo que existe.



chega-me.


obrigada "maré".




y.