domingo, 12 de julho de 2009


______
____________
a noite há-de chegar
sem que as estrelas doam.
talvez então te legue a verdadeira medida de cada momento.
por agora ouço o tormento dos búzios
os corais em delírio
e um violino feroz que os peixes arrastam nas ondas.
a noite há-de chegar e erguer um osso de silêncio
que arrume o que tudo arde
um sítio que concentre a eternidade.
há-de chegar uma noite
com os braços largos e uns olhos de lobo.



ft: olivia

15 comentários:

Mar Arável disse...

Conheço essa noite

Não a percas

Bjs

ausenda disse...

Nela me entrego, para que amanheçam dias em flama, nas tuas mãos de poeta...nessa noite!

Gostei tanto...!


Um beijo

mateo disse...

Hás-de chegar!
E, nessa noite, nem os ossos...
Beijo.

Luis Eme disse...

que essa noite se espante com as tuas palavras e passe apenas ao lado...

bjs Maré

isabel mendes ferreira disse...

saber ser.


saber transmitir.


saber.
saber o peso do tempo.


sempre.


o meu abraço...

lobices disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Graça Pires disse...

Não de noite. Mas todas as manhãs em que caminhei rente ao mar pude ouvir "o tormento dos búzios
os corais em delírio
e um violino feroz que os peixes arrastam nas ondas".
Belíssimo, Maré. Um grande beijo.

Pedro Branco disse...

A noite há-de chegar a cada momento do silêncio. Em passos largos de poeta solto e vagabundo. Amante perdido na dor. Solidão que os olhares me entregam. A noite há-de vir sedenta de vingança ou faminto de paixão. No ronco surdo de um qualquer pesadelo ou na serena inquietude de um sonho repetido. Na praia feita foz de todos os corações. No abraço pesado de cada nova ferida...

Vieira Calado disse...

Sim... uma noite há-de chegar!

Mas até lá...

Bjs

maria m. disse...

gostei muito desta noite, dos seus instantes, do seu dom de eternidade...

muito belo o poema.

isabel mendes ferreira disse...

eterno o violino...

eterno o meu abraço.

gabriela rocha martins disse...

reclino.me na maré

para colher o espanto

de um dia//noite revestido pelas tuas mãos - poesia



.
um beijo

Isabel disse...

beijo beijo beijo.




y.

Nilson Barcelli disse...

Li muitos dos poemas que tens publicados.
E gostei.
Parabéns pela excelência da tua poesia.
Bom resto de Domingo e boa semana.

R. Rudoisxis disse...

Vêem as noites para que o dia aconteça e alma possa repousar.
Na presença eterna do mar de sal e nas ondas que lavam a alma o encontrar acontece.
Bjs