sexta-feira, 28 de novembro de 2008


___________________
Ko Tom




12 comentários:

O Profeta disse...

Extrema peleza no teu quadro poético...

Doce beijo

gabriela rocha martins disse...

impossível ficar indiferente

em crescendo esta maré


sempre


.
um beijo

Graça Pires disse...

Poema de uma sensibilidade que arrepia porque "aqui todas as pedras foram deuses em regaço", porque aqui cada palavra é uma paisagem habitada pela emoção.
Um beijo Maré.

fred disse...

"aqui todas as pedras foram deuses" e as tuas palavras fazem-os dançar.

Beijos

Lugar do Olhar disse...

Deuses de pedra
em amplos regaços
embalados
pelos nossos
pequeninos sonhos...!

Beijos



http:poemas76.blogs.sapo.pt

Luis Eme disse...

sei...

bjs Maré

gabriela rocha martins disse...

releio.TE


e deixo




.
um beijo

Mar Arável disse...

É sempre bom despir alguém

devagar

Bill Stein Husenbar disse...

Lindissimo quadro.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

hora tardia disse...

deusa.


do silêncio do olhar.

Vieira Calado disse...

Achei o seu poema francamente bom.

Obrigado também, pelas palavras deixadas na minha poesia.

Beijinhos

lupussignatus disse...

veste

solar