quarta-feira, 15 de outubro de 2008


Foto: Kay Holtmann

7 comentários:

bruno mateo disse...

Para o caminho das ideias... muitas vezes... só mesmo a impossibilidade do gesto.
Beijo.

gabriela rocha martins disse...

ABSOLUTA
mente


belo



.
um beijo

Luis Eme disse...

são palavras que nascem no coração e descem para as mãos, que vêm o mar a rasgar-se e a colar-se de seguida, como se fosse magia...

bjs Maré

Graça Pires disse...

Um pássaro liberto e clandestino trafica as sílabas do poema e faz delas [canto pedra grito corda].
Singular e belo este poema, Maré.
Um beijo.

Vieira Calado disse...

Apreciei bastante:
forma e conteúdo.

lupussignatus disse...

jardim

da

criação


(flora
que
flui
pelo
coração)

gabriela rocha martins disse...

como te absorvo na re leitura

exigida



.
um beijo ainda em fim de semana